Parade: Para a estrela de ‘The Magicians’, Jason Ralph, fantasia é vida real

Baseado nos livros best-seller de mesmo nome, The Magicians é uma série sobre alunos de vinte e poucos anos da Universidade de Brakebills, uma escola secreta que se especializa em magia. A história gira em torno do calouro Quentin Coldwater, interpretado por Jason Ralph, que está aprendendo dentro e fora da escola. Nós conversamos com Ralph sobre a vida real no mundo de fantasia.

O que te atraiu para The Magicians?

Eu comecei a ler os livros e rapidamente me tornei um fã muito apaixonado, e tornou-se realmente importante para mim se certificar de que estávamos fazendo algo fiel aos livros. Eu me encontrei em uma oportunidade de sentar-se com os produtos criativos e conversar sobre o que nós amamos sobre esses livros e sai daquela reunião muito certo de que estas foram as pessoas que eu queria para contar essa história. Eu nunca tive uma oportunidade como essa antes e foi uma maneira extraordinária de iniciar esse processo. Parecia que eu era uma parte da criação.

O que você ama no Quentin Coldwater?

A maioria dos leitores dos livros critica que Quentin os irrita. [Risos] Eu adoro isso! Eu amo que ele não é seu herói clássico e ele nunca vai ser. Essa é a coisa que faz com que ele seja identificável. É um olhar mais honesto e objetivo de como seria ter magia no mundo real, porque ele é uma pessoa real que se comporta da maneira que eu acho que todos nós nos comportaríamos nesses tipos de situações. É uma jornada humana muito honesta para mim, e isso é uma das coisas que eu mais gosto em atuar.

Você acha que as pessoas assistindo a série vão se sentir de alguma forma diferente sobre o Quentin dos livro?

Sinto-me atraído pela antipatia dele. No começo, ele é e deve ser antipático, mas com o tempo ele vai crescendo em você. Ele vai começar a se tornar o homem que você quer que ele seja. Mas leva tempo.

A série traz uma personagem que tem um papel maior no segundo livro, a amiga de infância de Quentin, Julia. Qual é a relação deles?

Nós temos o luxo de jogar as duas histórias ao mesmo tempo e ficar para realmente ver as diferenças entre as duas jornadas muito diretamente. Eles são melhores amigos e, por grande parte de suas vidas, as únicas pessoas que estavam lá um pelo outro. Eu acho que Quentin finalmente conseguiu dar um passo à frente dela de certa maneira [por entrar em Brakebills]. Ele está tão animado com esta nova vida que ele meio que joga para fora tudo sobre sua antiga vida, o que inclui Julia. Há um monte de sentimentos misturados ali, como a perda, a inveja e a raiva quando ela tenta se tornar parte desse mundo mágico também. É um sentimento adolescente, mas verdadeira. Mas eles vêm juntos de muitas maneiras e são forçados a olhar um para o outro sob uma nova luz.

Como é vir de séries tão baseadas na realidade -como Aquarius, Manhattan e Madame Secretary- para uma tão enraizada na fantasia?

É isso que me atraiu, não é uma fantasia tradicional. Parece mais fundamentado do que qualquer outra coisa que eu já tinha visto ou lido antes. Atuar é um trabalho engraçado porque você está sempre interpretando centenas de níveis de fingimento, mas quando você está trabalhando com grandes designers que acabam fazendo um monte do trabalho para você, você pode apenas se concentrar nas coisas que quer focar. Assim, grande parte da magia que fizemos foi feita no set. Eu fiz bem poucas cenas na tela verde olhando para uma bola de tênis.

O que você acha que vai manter as pessoas em sintonia com a série?

É um surpreendente novo visual para a pergunta clássica ‘como seria ter magia no mundo real?’. Todos esses personagens são extremamente compreensível, são pessoas que conhecemos, são pessoas que fazem as mesmas escolhas que eu, e isso é o mais legal para mim. Eu vivo em Nova York e a história se passa em Nova York, então ser capaz de ficar imaginando como seria se realmente aquelas coisas acontecessem realmente faísca a minha imaginação. É tão real que eu acho que as pessoas vão acabar pensando nisso também.

The Magicians, toda segunda-feira no canal Syfy (EUA).