Review: 1.03 “Consequences Of Advanced Spellcasting”

Don’t You (Forget About Me)

Depois de um segundo episódio morno, The Magicians voltou a usar elementos presentes nos livros e nos presenteou com uma trama agradável, reveladora, com um uso mais prático da “magia” e que pode contribuir em muito para o futuro da série.

No começo do episódio, descobrimos que cada mago possui uma habilidade diferente e com ajuda de professores, o mago vai trabalhar essa nova habilidade. Alice tem a capacidade de moldar a energia, Penny inicialmente é chamado de “apenas telepata”, mas logo descobre ser capaz de viajar entre vários pontos de vários mundos (será que conheceremos esses “vários mundos” que tanto são citados?) e Quentin, bem, Quentin é tão insuportável que nem os professores possuem paciência suficiente pra descobrir qual sua aptidão e falam para que ele tente novamente no próximo ano. Como Q não tem uma disciplina oficial, ele é encaminhado para a Casa da Física, junto com Alice. Na Casa da Física ficamos sabendo um pouco mais sobre o irmão perdido da Alice e também que um livro importante desapareceu. Elliot se junta a Quentin e partem em busca do livro, enquanto Alice se junta a Margo para descobrir tudo sobre seu irmão. O livro os levam a Julia e um confronto ótimo com o até então seu melhor amigo, será que a relação de amor vai virar ódio? Enquanto Alice e Margo descobrem que Charle virou um niffin (ser sem consciência mais de pura magia) ao tentar ajudar uma amiga da universidade. Após a descoberta, Alice se junta a Quentin para uma nova invocação, dessa vez cantando “Don’t you (forget about me)”, tema de Clube dos Cinco, claro que a invocação não daria certo, gerando uma ruptura entre o quase casal da serie, novamente.

O terceiro episódio mostrou que os efeitos, embora não estejam tão bons quanto os exibidos no primeiro, estão menos piores do que os exibidos no segundo, assegurando uma qualidade técnica melhor que o episódio anterior. Também pudemos entender um pouco mais sobre como funciona “fazer mágica”, que geralmente envolve falar um idioma estranho e fazer movimentos repetitivos com as mãos. Alguns personagens ganharam profundidade nesse episódio, finalmente Margo teve algum destaque (e falas!!!), assim pudemos ver quanto ela é mais adorável que a Janet da versão escrita (os nomes foram trocados para não confundirem Julia com Janet, ainda não entendi o motivo).

Claramente, The Magicians vai explorar problemas familiares para construir a narrativa e também desenvolver melhor os personagens, já vimos que Alice estava na escola apenas pra descobrir o destino do seu irmão, agora temos que aguardar os próximos episódios para saber quais outros problemas ou alunos possuem com seus familiares. Enquanto isso, vamos vamos ficar distantes das fontes que cercam essa universidade.

Marcwz