Review: 1.07 “The Mayakovsky Circumstance”

What does the fox say?

Começo pedindo desculpas pelo atraso, precisei me ausentar por quase uma semana durante meus textos para mestrado em magia numa universidade no Cairo e por isso fui incapaz de conseguir assistir o episódio logo que ficou disponível.

Uma das partes que mais gosto no primeiro livro é o semestre acadêmico que os jovens passam na Antártida. Na série o semestre foi encurtado para o que parece ser um período de férias, mas mesmo assim o episódio não desagradou e foi capaz de passar as mesmas sensações que tive ao ler os capítulos no livro, mas sem tanta enrolação.

O episódio começa com os alunos, ainda transformados em patos chegando na Brakebills do Sul, onde rapidamente conhecem o professor Mayakovsky que claramente está ali contra sua vontade e que irá fazer de tudo pra ensinar os alunos um modo peculiar de usar a magia; modificando as circunstâncias. Até agora sabíamos muito pouco sobre como usar magia na série, mas nos livros sabemos que qualquer coisa que fuja do feitiço original, pode modificar tudo. Então imagine você na Antártida tentando usar um feitiço criado no deserto? Você vai precisar estudar as características locais e modificar o que for possível para chegar no mesmo objetivo, correto? E era essa a missão dos jovens. Alguns conseguiram e continuaram outros falharam e foram pra casa. Os que são aprovados na primeira lição devem aprender a controlar a mente de um ser vivo. Alice e Quentin são reprovados, mas devido ao talento de cada, conseguem uma segunda chance e concluem a tarefa com êxito.

Enquanto as lições se desenvolvem, o casal de protagonistas finalmente tem seu clímax da mesma maneira como ocorre no livro, é meio comido e meio que uma filia, mas cada um tem seus fetiches, o que importa é que finalmente estão juntos. Kady e Penny também reatam, mas logo rompem mais uma vez.

No núcleo da Julia, as coisas estão devagar, também depois de tanta adrenalina era de se esperar uma pequena parada, para que a melhor personagem não ofusque os protagonistas. Correto? Veremos o que irá acontecer quando ela “tirar férias do convívio social”. Acredito que será a virada que ela possui nos livros, mas vamos aguardar.

Agora o grande destaque foi para Margo e Eliot, que roubaram a cena em cada segundo que apareceram. Os jovens estavam tão doidos para conseguirem o presente ideal para os organizadores de orgias em Ibiza, que aceitaram ajuda de um aluno estranho, que até então nunca havia dado as caras (#piadinhabesta). Realizaram um feitiço em um idioma que ninguém sabe nada e acabaram conjurando um Gênio, e todos sabemos que Gênios nunca são bons. No final, Margo aprende a controlar o gênio, e, conhecendo ela, garanto que Ibiza nunca mais será a mesma.

Ao final, parece que as férias acabaram e os alunos voltaram pra universidade, onde deverão aprender novos feitiços e se protegerem de tudo que está vindo para pegá-los.

Guia Mayakovsky para Calouros:

– no livro, devido ao ataque da besta, Eliot e Janet (Margo) acabam indo para a Antártida junto com a turma do Q. Separa-los foi ótimo, espero que isso aconteça mais.

– Eliot é sadomasoquista, mas quem não é?

– onde se consegue tanta vodka em um lugar que só tem neve? Mágica?

Marcwz